Scroll Top

 

Filie-se ao SINDJUFE-BA que luta pelos seus direitos. Junte-se a nós!

 

Filie-se ao SINDJUFE-BA que luta pelos seus direitos. Junte-se a nós!

HOME

SINDJUFE-BA se reúne com TRT 5, a pedido da Presidência do órgão, para tratar sobre Greve Geral
17/06/2019

 

Na tarde dessa quarta-feira, 12/6, o SINDJUFE-BA foi chamado pela Presidência do Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região para tratar sobre a participação dos/as servidores/as na Greve Geral do dia 14 de junho e sobre o pedido feito pelo sindicato por meio de expediente referente à sugestão de ponto facultativo nos dias 21 de junho e 1° de julho.

A Presidência do Tribunal representada pela desembargadora Maria de Lourdes Linhares Lima de Oliveira informou ao SINDJUFE-BA - representado pelo coordenador Alex Souza -, acerca da futura publicação de um despacho deliberando que a participação dos servidores na Greve Geral fosse mediante compensação “considerando a essencialidade da atividade jurisdicional e a necessidade da sua manutenção (...)” .

O SINDJUFE-BA entende que não se propõe e nem se negocia nada antes de greve, inclusive fez uma nota específica aos colegas do TRT5 reafirmando a manutenção da mobilização. A decisão de compensação ainda será negociada após a greve e solicita aos/as servidores/as do órgão que aguardem a negociação antes de compensarem o dia 14.

Com relação à solicitação feita pelo SINDJUFE-BA de sugestão de ponto facultativo nos dias 21 de junho (sexta-feira após o feriado Corpus Christi) e o dia 1° julho (véspera de feriado de 2 de julho), o TRT 5 indeferiu sob os mesmos argumentos de manutenção da Justiça do Trabalho além de não estar em conformidade com os Tribunais dos demais Estados, já que o feriado é apenas regional e não nacional.

ALIADOS e não ADVERSÁRIOS desta Corte.  O SINDJUFE-BA entende a gravidade que a Justiça do Trabalho passa e todos os argumentos sempre foram em defesa deste Órgão ameaçado de morte pelos mesmos autores da famigerada PEC 06. A Greve Geral faz parte desta luta que travamos em defesa da essencialidade da atividade jurisdicional e pela necessidade da sua manutenção. Após a greve, o SINDJUFE-BA irá solicitar reunião com o TRT 5 para negociar esse dia esse dia problematizando a aplicabilidade da RA em comento nessa situação de anormalidade que vivenciamos.

 

Imprensa SINDJUFE-BA



 
>>>>>>>>>>